The Fundamentals of Caring (um original Netflix)

fundamentals-of-caring-review-analise-psicologia

Em primeiro lugar, preciso confessar que eu não gosto de dramas e, sinceramente, não sei exatamente por que resolvi assistir esse filme, mas também preciso confessar que gostei muito do filme e não me arrependi nem um pouco de assisti-lo.

The Fundamentals of Caring” (ou, como ficou a tradução do título: “Amizades improváveis”) fala sobre aquelas poucas amizades que encontramos por aí e que nos transformam. Sobre aquelas pessoas que entram em nossas vidas e têm a incrível capacidade de nos tornar pessoas melhores e mais felizes e, que no fim das contas, mesmo sem saber exatamente como, fazemos o mesmo por elas.

fundamentals-of-caring-review-analise-benLogo no começo vemos Ben (Paul Rudd) assistindo uma aula para se tornar cuidador. Depois, ao longo do filme, descobrimos que ele costumava ser um escritor que decidiu procurar um emprego como cuidador. Com o passar do tempo também percebemos que ele está tentando reconstruir sua vida, mas não sabemos o motivo até o final, que obviamente vou deixar você descobrir quando assistir.

Ben acaba se candidatando a uma vaga para cuidar de um adolescente com distrofia muscular, o Trevor (Craig Roberts). E nesse ponto, eu preciso elogiar o filme de novo, porque o personagem foi muito bem construído. Ele é, antes de qualquer coisa, um adolescente típico, que fica envergonhado na frente de garotas, por exemplo. No entanto, a característica mais marcante de Trevor é o senso de humor um tanto incomum, que algumas vezes chega a ser bizarro, como quando ele finge que está engasgado e outras coisinhas do tipo.

Ben e Trevor
Ben e Trevor

Esse senso de humor, no entanto, é também o grande responsável pela forte ligação que vai se estabelecer entre os dois, mesmo Ben sendo avisado de que isso não deve acontecer, tanto pela professora que aparece no começo do filme ensinando no curso de cuidador, quanto pela própria mãe de Trevor.

Além disso, é também esse senso de humor de Trevor o grande responsável pelo “tom” do filme, que não cai no erro de ser apenas mais uma história triste sobre um adolescente com algum tipo de deficiência. Mesmo em meio a todo drama vivido pelas personagens, as cenas de humor estão lá para nos mostrar que a vida pode sim ser divertida, mesmo nos momentos difíceis.

fundamentals-of-caring-review-analise-trevor-dontComo eu disse, o filme conta uma história sobre aquelas amizades que nos modificam. Agora eu explico com mais detalhes: no começo do filme, Trevor é um adolescente metódico e que não gosta de se arriscar, come sempre a mesma coisa, faz tudo sempre nos mesmos horários, etc. Um dos passatempos de Trevor é ficar o dia assistindo um programa de TV sobre os pontos turísticos mais “toscos” dos Estados Unidos, como museus estranhos, marcos bizarros e coisas gigantes como, por exemplo, o poço mais profundo do mundo. Trevor costuma marcar num mapa todos esses pontos, embora não tenha a intenção de realmente conhecer esses lugares, já que não gosta de sair de casa.

Uma das lições mais bonitas do filme fala sobre vencermos nossos próprios limites, e então, depois de uma discussão com Ben, Trevor resolve fazer uma viagem para visitar alguns desses pontos e é assim que tudo se desenrola: durante a viagem. Muitas coisas inesperadas acontecem e, de certa forma, podemos dizer que os dois acabam encontrando algo de bom no caminho. Não apenas amizades Inesperadas, mas no caso de Trevor, algo mais!

Esse é um daqueles filmes que você consegue se emocionar e rir ao mesmo tempo. Serve muito bem para entreter naquelas horas mais preguiçosas. Mas não é só isso! Esse é um daqueles filmes que nos fazem refletir e perceber que as pessoas são sempre muito mais do que aparentam ser.

fundamentals-of-caring-review-analise-trio

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre o Autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *