22 de Julho filme Netflix: crítica da produção (baseada em Fatos)

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega capa
Review of:

Reviewed by:
Rating:
5
On 8 outubro, 2018
Last modified:15 outubro, 2018

Summary:

Os eventos mostrados no filme 22 de Julho são assustadoramente reais (assista aqui). Nesta data, em 2011, um terrorista invadiu um acampamento na ilha de Utøya, na Noruega, e matou mais de 70 jovens. Ao mesmo tempo, na capital Oslo, uma bomba explodiu na área de edifícios do governo.

Era obviamente um ataque orquestrado, e que vitimou muitas pessoas. As que sobreviveram acabaram com sequelas que certamente carregarão pelo resto da vida. O que este filme, original da Netflix, faz com essa história e dramatizá-la para que possamos entender a extensão dos danos, físicos e psicológicos, desse atentado que marcou a história do país nórdico.

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega 01E para contar esse triste evento, não há ninguém melhor que Paul Greengrass. O roteirista e diretor, conhecido pelos seus filmes movimentados e sempre muito tensos, consegue aqui o que é, provavelmente, um de seus melhores trabalhos.

Acompanhamos a angústia do momento dos ataques e as consequências dele para a vida de quem sobreviveu, tendo de encarar ainda o julgamento do homem responsável pela tragédia no acampamento.

Tudo isso com uma direção magistral, que transforma 22 de Julho num filme imperdível.

O calor do momento

O acampamento organizado pelo Arbeiderpartiet (Partido Trabalhista Norueguês) tinha cerca de 600 jovens, e foi atacado por um nacionalista de extrema-direita no fatídico dia 22 de julho. No filme, acompanhamos o sofrimento de um dos sobreviventes, que tenta retomar sua vida após quase morrer no atentado. Ao mesmo tempo, também são mostradas algumas famílias dos mortos e também a reação da sociedade e do governo norueguês, que conseguiu prender o terrorista e o levou a julgamento.

Paul Greengrass, neste filme, demonstra mais uma vez o seu enorme talento para criar ambientes de tensão. O ataque ao acampamento é uma aula de suspense, com sua câmera sempre nervosa (uma marca do diretor) e edição ágil, mas que em momento algum se perde entre as cenas.

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega 02O diretor tem um domínio incomparável da técnica cinematográfica, que já lhe rendeu indicação ao Oscar (com “Vôo United 93”, drama sobre o avião que não atingiu a Casa Branca no dia 11 de setembro de 2001) e também aclamação crítica com “Capitão Philips” e a trilogia Bourne. Portanto, ele é mais do que credenciado para capitanear essa produção.

Ele capta o calor do momento, intercalando as cenas no acampamento com a tensão na sede do governo norueguês por conta do atentado à bomba sofrido quase simultaneamente em suas instalações. Mas a verdadeira joia desse longa está nas consequências ao atentado. O sobrevivente, um jovem de vinte e poucos anos, precisa lidar com a morte de amigos e conhecidos, e também com a raiva pela ação do assassino. Além disso, a necessidade de ter que encará-lo novamente no julgamento faz com que esses sentimentos transbordem a ponto de afetar seriamente sua vida.

Um alerta contra a intolerância

O filme 22 de Julho também levanta um alerta contra a intolerância política. Vivemos, atualmente, em uma época muito polarizada. Inclusive aqui no Brasil, neste momento de eleições onde a extrema-direita tem se sagrado vencedora em muitos estados. E a extrema esquerda tem se mostrado fascista em alguns atos (atentado ao Bolsonaro), pelo seu medo de perder.

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega 03O filme serve como um aviso do que pessoas extremistas são capazes para atingir os seus objetivos. O atentado na Noruega foi considerado como político, motivado por um lunático direitista. Mas poderia ter acontecido com esquerdista também, pois o fascismo está alojado nas PESSOAS. Os lados políticos, religiões, futebol, só são motivos potenciais para aflorar o pior do ser humano em questão de fanatismo. O filme, portanto, não poderia ter sido lançado no catálogo da Netflix em melhor hora.

É preciso tomar cuidado com todo tipo de extremista. Eles podem estar em qualquer lugar, como é demonstrado com muito talento e competência neste filme. E as consequências de suas ações irracionais podem levar dor e sofrimento para muitas famílias, e atingir de forma definitiva a vida de pessoas inocentes.

Gosta de filmes baseados em fatos reais? Recomendamos que veja também Operação FinalO Anjo do MossadNa Própria Pele – O Caso Stefano CucchiO Banqueiro da Resistência e A Mulher Mais Assassinada do Mundo.

Trailer e informações do filme Netflix 22 de Julho

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega 04

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega 05

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega 06

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega 07

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega 08

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega 09

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega 10

22 de julho filme netflix ataque terrorista noruega 11

Sinopse 1: Famílias destruídas. A nação chocada. Uma história de luto, força e resistência frente ao ódio. Baseado em fatos reais.

Sinopse 2: Após os terríveis atentados na Noruega, um jovem sobrevivente, famílias em luto e a população se unem na busca por justiça e superação.

Idioma: dublado (com opção de áudio original em inglês e legendas em português);

Duração: 2h 24min;

Classificação etária: 16 anos;

Ano de lançamento: 2018;

Gênero: Drama, Biográfico;

Livros Relacionados à Netflix

Amazon
Amazon

Posts que você pode ser interessar

Sobre o Autor

Eventualmente temos correspondentes variados em nosso blog, que são os "convidados". Trata-se de artigos escritos por diferentes pessoas, todos feitos especialmente para o Interprete-Me (conteúdos originais).

19 thoughts on “22 de Julho filme Netflix: crítica da produção (baseada em Fatos)

  1. Extrema-direita no Brasil? Hahahaha. Em relação ao extremismo, tenho muito medo mesmo. Um candidato a presidente idolatrando uma ditadura comunista na Venezuela, isso não está certo. A direita venceu em alguns estados e isso é louvável, não motivo de preocupação.

  2. Chamar os eleitores de Bolsonaro de extremistas é precipitadamente errado. A maioria só não quer o PT de volta ao poder. Nem o próprio candidato é extrema direita. Extremismos devem ser combatidos sim, de ambos os lados. Mas cuidado ao chamar eleitores de extremistas, é desrespeitoso.

    1. Thiago, onde você leu alguma citação a eleitores do Bolsonaro? Eu acredito que atualmente o PT tem tido muitos atos fascistas de verdade e acho que o PT e esquerda atual é de fato um verdadeiro risco. Veja a intolerância e agressividade facista desse povo da esquerda neste video:

      https://www.youtube.com/watch?v=VB-4XDz2ROA

      Pessoas fanáticas são fascistas e pronto! Existe sim um potencial fascista no governo e eleitores do Bolsonaro, mas prefiro apostar no Bolsonaro que alguém que mente e rouba descaradamente.

  3. Ja esta tendo no Brasil, pessoas sendo mortas por esses doentes psicopatas da extrema direita… Isso é só o começo… Muito sangue de inocentes vai derramar nesse futuro sombrio que o Brasil esta entrando, eu espero que nem eu nem você seja vitima de ataques desses lunaticos que ja são muitos e terão aval do governo.

  4. Extrema – direita eu concordo, mas extrema – esquerda??? Até dá pra entender a Netflix falar assim, ela apoia Bolsonaro, no filme é expressado claramente, EXTREMA-DIREITA! A esquerda aqui no Brasil simplesmente se defende, quem propaga o ódio e a extrema-direita.

    1. Extrema esquerda quem divide o brasil essa que é a verdade, quando lula foi preso houve varios casos de violencia causados pela esquerda, ou esqueceu aquele cara que sofreu traumatismo após ser empurrado contra um caminhão, os dois lados são descontrolados, não seja mau carater em não adimitir isso.

    2. Um dos nossos presidenciáveis é de estrema direita sim, achei muito atual com a realidade brasileira com toda essa violência que as minorias vem passando, sendo de esquerda ou não. Falta muita maturidade para um bom diálogo, voltamos a idade da pedra.

    3. Concordo com vc, ou nao entenderam o filme ou maus uma vez estão tentando manipular o povo…o que temos no Brasil é um extremo lunático, e o povo indo junto!

  5. Cacete, você viu o filme e não entendeu nada. A extrema direita é e sempre será fascista, atualmente no Brasil a maioria dos terrorismos são de extrema direita. Fica com Deus e vai estudar

    1. no Brasil a maioria dos terrorismos são de extrema direita.

      Ah é? me conta alguém de direita que teve a capacidade de um ato terrorista e “suicida” de esfaquear o Bolsonaro dentro do pessoal dele.

      Veja videos em como o povo de esquerda tem ódio e intolerância com alguém de direita que só está querendo conversar. Se informem hipócritas!

      https://www.youtube.com/watch?v=L6E37ZK6u70

      Ninguém percebe que existe um fascismo de esquerda que não quer sair de forma nenhuma, mesmo condenado. Só por Deus mesmo.

  6. Não vi a direita propagando o ódio nesse período de campanha. Os eleitos do Haddad até se vestiram de apoiadores do Bolsonaro e andaram com capim na rua. O desespero está enorme!

    Vale lembrar que a direita foi vítima de um ataque político e ideológico nesse período que tentou matar um candidato a presidente. E a turma da lacração no Twitter comemorou!

    Todos já sabem quem realmente propaga o ódio no Brasil. Só tentam atacar o outro lado e esconder isso.

  7. Gostei muito dos texto, comentários sobre o atual cenário do Brasil e fez me interessar pelo filme. Já está na lista!

    Não estou no Brasil mas estou assustada com tudo o que está acontecendo. Citar que a extrema esquerda está sim se mostrando fascista por medo, é a pura realidade.
    Aqui nos Estados Unidos a reação ao Trump foi igual, por medo de perder. Hoje vemos os benefícios que ele trás ao país, mesmo sendo imigrante, consigo reconhecer isso.

    Parabéns pelo blog!

  8. O interessante é que aqui as pessoas ficam culpando oque a extrema direita é e por ae vai, os extremos sejam de esquerda ou direita e os dois existem no brasil , são violentos e só procurar na internet.

  9. No filme, ele está atrás de matar marxistas. A agenda que o terrorista quer impor é semelhante a da extrema direita. Essas elocubrações de vocês são deprimentes. Seja de qual lado for o fascismo, ele deve ser combatido.

  10. Dizer que a esquerda pode ser fascista, até vale, se levarmos à essencia da definição, embora ela vá além. Contudo, é inegável que o tipo de cultura desenvolvido pela extrema-direita é excludente e muito mais propícia a produzir fatos como o do filme. A pessoa que escreveu esse post deve obrigatoriamente observar que as notícias recentes mostram no embate entre lados políticos brasileiros, o número de ataques praticados pelos apoiadores de Bolsonaro é muito, mas muuuuuito superior aos dos seus opositores. Sempre há extremismo, mas Bolsonaro, mesmo não agindo até o momento como extremista, a todo momento profere discursos extremistas e que por ter sido elevado a símbolo de liderança automaticamente “autoriza” essas práticas extremistas. Sinto muito anônimo desse blog, você se mostrou um pobre leitor de grandes obras da tradição filosófica e sociológica e um seguidor de youtubers conservadores fajutos da atualidade que interpretam suspeitamente essas grandes obras e as desqualificam.

  11. Agora temos extrema esquerda no Brasil????? Ah va tnc meu anjo Kkkkkkkk
    Bolsonaro pregando o odio contra minorias, criando fantasia sobre comunismo como se estivéssemos na guerra fria e é a esquerda a culpada pela ascensão desse psicopata? Foque nessa sua critica rasa do filme e deixa a politica de lado. Beijos

  12. Sinceramente,, a maioria dos atos que vejo de violencia pelo Brasil sao de eleitores do candidato à presidência da Direita, que com seu discurso de intolerancia permite que outras pessoas expressem o seu odio, repudio ou seja la o que for.

  13. Quem escreveu essa critica não entendeu mesmo o filme.. Hahahahah!
    É muita falta de noção histórica! O Bolsonaro É a extrema – direita e a facada que ele levou nada mais é do que a perturbação psicológica que ele causa nas pessoas. Nem a fala do 1° ministro deu para vocês compreenderem? Só o que temos agora é um presidente atabalhoado, com ideias extremistas contra negros, indígenas, imigrantes, mulheres e pobres, porém ele mesmo descendente de flagelados italianos. Que coisa mais ordinária a inversão. Logo mais vão dizer que os brancos eram na realidade índios ou que os africanos é quem escravizaram os brancos aqui . Olha a burrice extrema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *