5 filmes baseados em clássicos da literatura disponíveis na Netflix

Livros clássicos é o que não falta em nossa vasta literatura, tanto a nacional quanto a internacional. Venho aqui, através deste post, fazer algumas indicações destes clássicos que acabaram virando filmes. Selecionei 5 deles para a indicação de hoje, todos clássicos de peso.

Conheça também as 15 dicas de Como ter Ideias para Escrever seus Livros!

1 – Os Miseráveis

os-miseraveis-filme-netflix-classico-literatura
Capa do filme

Os Miseráveis, originalmente “Les Misérables”, foi escrito pelo grande Victor Hugo e publicado em 1862. Interpretado em teatro pela primeira vez em 1985, acabou virando filme. Ou melhor: filmes, pois teve diversas versões ao longo dos anos. A versão de Os Miseráveis que está atualmente disponível na Netflix é a de 2012, dirigida por Tom Hooper.

Ambientada na época da Revolução Francesa (séc XIX) o musical conta a emocionante história de Jean Valjean (Hugh Jackman) que, ao roubar um pão para saciar a fome da irmã caçula, acaba sendo indiciado à prisão por roubo. Um filme (e livro) que sem dúvida nos faz refletir sobre a realidade política e religiosa não só daquela época, mas também nos dias de hoje.

Veja abaixo o trailer de Os Miseráveis:

2 – Orgulho e Preconceito

orgulho-e-preconceito-filme-netflix-classico-literatura
Capa do filme

Orgulho e Preconceito tornou-se um clássico não só da literatura, mas também dos cinemas. Escrito pela inglesa Jane Austen em 1813, também ganhou algumas versões em longa metragem, sendo que a ultima delas (e a que a Netflix disponibilizou) é a de 2005: Orgulho e Preconceito.

No conto de Jane Austen, a Sra. Bennet espera casar suas filhas com homens ricos, incluindo o recém-chegado Sr. Darcy.

Veja abaixo o trailer de Orgulho e Preconceito:

3 – O grande Gatsby

Capa do filme
Capa do filme

O grande Gatsby, como não poderia deixar de ser, também teve várias adaptações para o cinema. A mais recente data de 2013, mas a versão disponível na Netflix é de 1974 e tem roteiro de Francis Ford Coppola e também do próprio autor, F. Scott Fitzgerald. O livro, escrito por este último, foi publicado pela primeira vez em 1925.

A obra traz como pano de fundo a sociedade americana da década de 1920, época que ficou conhecida como “a era do jazz”. Nesta adaptação, o misterioso milionário Jay Gatsby está obcecado por Daisy Buchanan, casada com o infiel Tom, formando um trágico triângulo amoroso.

Veja abaixo o trailer de O Grande Gatsby:

4 – Lolita

lolita-filme-netflix-classico-literatura
Capa do filme

Lolita, clássico de Vladimir Nabokov publicado pela primeira vez em 1955, entrou para a lista d’Os 100 Livros do Século, onde o jornal parisiense Le Monde selecionou as cem melhores obras do século XX.

Neste filme, adaptação de 1997, Jeremy Irons interpreta Humbert, um homem de meia-idade obcecado por uma adolescente. O delicado tema é tratado com tal maestria no livro que o valor literário sobrepujou o escândalo inicialmente suscitado nos anos 50.

Vale conferir o filme Lolita.

Veja abaixo o trailer de Lolita:

5 – O Retrato de Dorian Gray

o-retrato-de-dorian-gray-filme-netflix-classico-literatura
Capa do filme

O Retrato de Dorian Gray foi inicialmente publicado em uma revista mensal, na forma de história periódica, em 1890. Seu autor, Oscar Wilde, fez uma obra que era muito ofensiva naquela época. Por este motivo, os editores ocultaram, sem que o autor soubesse, mais de 500 palavras do original. Resultado? Mesmo assim a sociedade sentiu-se ofendida, acusando Ocar Wilde de violar as leis que protegiam a moralidade do público.

Entre as exclusões estavam: 1) as passagens aludindo à homossexualidade e ao desejo homossexual; 2) todas as referências para o título do livro de ficção Le Secret de Raoul e seu autor, Catulle Sarrazin; e 3) todas as referências de “senhora” para as amantes de Dorian Gray, Sibyl Vane e Hetty Merton.

O Retrato de Dorian Gray, filme disponível na Netflix, data de 2009 e vale conferir. Conta a história de Dorian Gray, que é um belo e ingênuo jovem que daria tudo, até mesmo sua alma, para permanecer sempre com o visual nele estampado.

Veja abaixo o trailer de O Retrato de Dorian Gray:

Assistiu a algum destes e tem alguma opinião a compartilhar? Fique à vontade para comentar!

Mais Artigos

Sobre o Autor

Escritora, redatora e ilustradora autodidata, Nantai procura reavivar a centelha de magia que todos temos. Gosta de montanhas, gatos, e de escrever ao som da chuva. Gosta de falar sobre fantasia e ficção científica, e colabora neste blog com um pouquinho de tudo. www.bcrausnantai.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.