A Bizarra Confeitaria de Christine McConnell Netflix: Crítica do show

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix capa
Review of:

Reviewed by:
Rating:
5
On 9 outubro, 2018
Last modified:10 outubro, 2018

Summary:

Com a proximidade do Halloween, um show como A Bizarra Confeitaria de Christine McConnell é a melhor pedida para quem quer entrar no clima (assista aqui).

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 01Com um enredo que mistura realidade com fantasia, essa série original da Netflix traz como personagem principal a confeiteira Christine McConnell, muito famosa no Instagram por suas criações voltadas para o gótico. Entretanto, não assista a esse programa achando que ele será uma diversão “séria”: a bizarrice se estende do roteiro à estética da produção.

A Bizarra Confeitaria de Christine McConnell é o tipo de show ideal para quem gosta do estilo gótico, de suspense e de culinária. Ter essas três coisas na mesma frase para definir um programa é estranho, nós sabemos. Mas é só assistindo para se ter uma ideia do que se trata. Certamente não há nada parecido com isso no catálogo da Netflix – e em qualquer outro lugar.

A casa de doces góticos

A Bizarra Confeitaria de Christine McConnell se passa em uma casa, no alto de uma montanha, que ela divide com seres fantasmagóricos que a ajudam e inspiram na arte de criar os doces, todos com estética claramente gótica. É uma mistura um tanto quanto infantil, até porque os bonecos que acompanham McConnell são feitos pela Henson Alternative, braço da Jim Henson Company.

Pelo nome você pode não reconhecer, mas é essa companhia a responsável por muitos dos programas e filmes infantis da década de 80, “Os Muppets” inclusive.

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 02Por isso, há uma aura meio nostálgica em A Bizarra Confeitaria de Christine McConnell. A estética oitentista predomina, tanto na casa de doces góticos quanto na própria McConnell, que por si só é uma figura diferente e incrível. Sendo também modelo, ela tem uma beleza esquisita, que ao mesmo tempo atrai e assusta (seria uma perfeita integrante da família Adams). E aqui, tendo de falar as linhas do roteiro pré-escrito, sua atuação quase robótica poderia ser um ponto negativo em qualquer outro trabalho, mas que cabe muito bem nesta produção.

Entretanto, o estranhamento logo se dissipa e nos pegamos curiosos para saber como ela produz doces tão bem elaborados (e, convenhamos, assustadores). O talento de Christine McConnell é visível: vemos aranhas, caveiras, velas macabras e toda a parafernalha que faz o gosto de quem adora elementos de terror sendo reproduzidas com perfeição pelas mãos da confeiteira. Chega a ser assombroso o nível de detalhes que ela imprime em seu trabalho, que se colocado lado a lado com uma obra real, não fica nada a dever.

Ganhando o mundo

Em cada episódio de A Bizarra Confeitaria de Christine McConnell vemos uma nova receita sendo preparada, ao mesmo tempo em que ela também leva a historinha com os animais bizarros em frente baseada unicamente em seu enorme carisma. Apesar de ter alguns coadjuvantes com quem divide a tela, McConnell é a única estrela a brilhar forte nessa produção, pois quase tudo é ancorado em sua imagem e seu talento para design de doces.

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 03A proposta da série é cair como uma luva nessa época de Halloween, e faz muito sentido. A Bizarra Confeitaria de Christine McConnell deve agradar a todos os públicos, pois sua proposta pode muito bem se encaixar como um programa infantil – e os bonecos da companhia de Hanson são muito competentes, como sempre – como também um programa de culinária para os adultos, pois ela ensina como fazer as variadas peças que apresenta em sua cozinha.

Com isso, Christine McConnell sai do Instagram para ganhar o mundo. Sendo comparada a Dita Von Teese em questão de imagem e exuberância gótica, ela agora tem uma série para chamar de sua, e que tem muita chance de fazer sucesso mundo afora.

Se você gosta de histórias macabras (mas envolventes) recomendamos à série Diário de Horrores. E se você ama programas de confeitaria, recomendamos que conheça Zumbo’s Just Desserts.

Trailer e informações do show A Bizarra Confeitaria de Christine McConnell

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 04

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 05

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 06

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 07

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 08

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 09

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 10

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 11

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 12

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 13

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 14

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 15

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 16

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 17

a bizarra confeitaria de christine mcconnell netflix 18

Sinopse 1: Suas criações são assustadoramente deliciosas. Seus amigos, um tanto estranhos. Seu programa? Você nunca viu nada igual.

Sinopse 2: Conheça a casa da talentosa confeiteira e artesã Christine McConnel, um lugar cheio de doces assustadores e estranhas criaturas.

Ano de lançamento: 2018;

Gênero: Culinária, Bizarro, Juvenil;

Livros Relacionados à Netflix

Amazon
Amazon

Posts que você pode ser interessar

Sobre o Autor

Eventualmente temos correspondentes variados em nosso blog, que são os "convidados". Trata-se de artigos escritos por diferentes pessoas, todos feitos especialmente para o Interprete-Me (conteúdos originais).

2 thoughts on “A Bizarra Confeitaria de Christine McConnell Netflix: Crítica do show

  1. Mano eu adorei essa série, já quero uma segunda temporada, o humor negro e a estetica e muito Boa, além da personagem ter uma beleza que consegue ser meio robótica e assustadora mais bonita e atraente

  2. Mano eu adorei essa série, a estética e atraente de um jeito depressivo mais colorido(me lembrando um pouco de desventuras em serie) e a personagem Christine consegue se robótica e assustadora mais ao mesmo tempo atraente e bela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *