Crazy Trips: Budapeste Netflix – Resenha da comédia sem sentido

crazy trips budapeste netflix original filme comedia besteirol

Filmes como Crazy Trips: Budapeste fazem a cabeça de quem gosta de comédias com os dois pés bem fincados no besteirol. Não é uma comédia inteligente, e nem se propõe a isso. Na verdade, trata-se de uma produção que preza bastante pelo non-sense, pelo absurdo das situações e, principalmente, por um humor muitas vezes grosseiro, machista e sexista. Há quem goste, e com esse público certamente o filme fará sucesso (assista aqui).

crazy trips budapeste netflix original filme comedia besteirol 1

Essa produção, que chega agora na Netflix, baseia-se levemente em um caso real. De fato, dois amigos deixaram seus ótimos empregos na França para abrir uma agência de despedida de solteiros em Budapeste. Claro que, para efeitos cômicos, a história foi potencializada com diversos personagens secundários que cometem as maiores barbaridades para nos fazer rir. Às vezes até conseguem arrancar alguma risada, mas nem sempre funcionam.

Uma ideia genial (ou não)

crazy trips budapeste netflix original filme comedia besteirol 3O filme netflix Crazy Trips: Budapeste fala sobre esses dois amigos que, apesar de estarem muito bem empregados no sistema financeiro francês, estão entediados. Os dois não veem qualquer perspectiva de futuro em seus empregos: enquanto um trabalha arduamente para uma multinacional e não encontra qualquer apoio em seus superiores, o outro trabalha na empresa do sogro, sujeito às mudanças de humor dele – e sem a possibilidade de reagir. Os dois estão desanimados, mas quando participam de uma despedida de solteiro que dá muito errado, conhecem uma stripper que comenta sobre as possibilidades que existem em Budapeste para quem quer se divertir. Então, eles têm a ideia de viajar até a cidade, bastante conhecida pelos festeiros, e fundar uma empresa especializada em dar festas de despedida de solteiros inesquecíveis. Para isso, se aliam a vários tipos malucos que habitam Budapeste.

crazy trips budapeste netflix original filme comedia besteirol 2Não há um grama de originalidade em Crazy Trips: Budapeste. Toda a construção do filme se baseia em outros do mesmo tipo que fizeram sucesso em anos passados. Um exemplo é o mesmo estilo de comédia de “Se Beber, Não Case!”, só que sem o elemento que desaparece e move a trama.

É apenas o mesmo tipo de ambientação, o mesmo tipo de piada, até o mesmo tipo de fotografia é usada para reforçar que essa é uma comédia que bebe da mesma fonte de outras tão conhecidas e famosas. Tudo isso ajuda a levar Crazy Trips: Budapeste para o buraco, já que não vale a pena assistir algo que se trata apenas de uma cópia de outros roteiros que fizeram mais sucesso.

crazy trips budapeste netflix original filme comedia besteirol 4Apesar da história com embasamento real, Crazy Trips: Budapeste exagera nos tons. Os personagens não passam de meras caricaturas, feitas de uma forma completamente unidimensional, o que não ajuda na imersão. É uma pena que tantos talentos envolvidos, como Manu Payet e Jonathan Cohen, que interpretam os personagens principais, sejam tão mal aproveitados com um roteiro rasteiro.

O filme faz questão de colocar piadas politicamente incorretas para fazer com que o público, que gosta dessas situações vergonhosas, possa rir. Mas nem assim consegue salvar o longa da mediocridade (e recentemente a Netflix apostou em um original semelhante com o filme Perda Total).

Algumas risadas

Poucas risadas são possíveis com o filme Crazy Trips: Budapeste. Há algumas sequências mais inspiradas, que geralmente envolvem os personagens coadjuvantes completamente pirados que entram e saem da narrativa. Mas nada que faça com que o filme valha a pena. No fim das contas, torna-se uma perda de tempo de uma hora e meia que não faz o menor sentido.

crazy trips budapeste netflix original filme comedia besteirol 5A intenção da produção, em emular as comédias americanas calcadas no besteirol, aqui encontra um fracasso retumbante. A tentativa de emular “Se Beber, Não Case!” esbarra no roteiro: enquanto aquele era muito bem escrito, inclusive ganhando prêmios pela esperteza do texto, aqui a ação é focada no quanto é possível constranger alguém. Nem a trama romântica escapa: é forçada e sem sal. Portanto, Crazy Trips: Budapeste é o tipo de filme para quem gosta de longas descerebrados.

Gostaríamos, sinceramente, de saber sua opinião. Deixe suas impressões no espaço para comentários mais abaixo.

Trailer e informações do filme Netflix Crazy Trips: Budapeste

Sinopse Netflix: Dois amigos colocam suas carreiras e casamentos em risco quando abrem um negócio de despedidas de solteiro de arromba na Hungria.

Duração: 1h 43min;

Classificação etária: 16 anos;

Ano de lançamento: 2018;

Gênero: Comédia, Besteirol;

Crazy Trips: Budapeste Netflix - Resenha da comédia sem sentido
Crazy Trips: Budapeste é o tipo de filme para quem gosta de longas descerebrados. Uma tentativa falha de fazer uma comédia ao estilo "besteirol". Entenda.
Editor's Rating:
2.5

Seguidores no Facebook Ads a 2 centavos? Imagine 10.000 curtidores por R$ 200. Aprenda a conseguir seguidores baratos nesse artigo tutorial GRÁTIS.

Mais Artigos

Sobre o Autor

Eventualmente temos correspondentes variados em nosso blog, que são os "convidados". Trata-se de artigos escritos por diferentes pessoas, todos feitos especialmente para o Interprete-Me (conteúdos originais).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.