Explicações do filme Animas Netflix e as Teorias de Jung

animas netflix filme teorias carl gustav jung psicanalise

Para quem assistiu o filme Netflix Animas, provavelmente percebeu que há uma gama enorme de símbolos e conceitos enraizados ali, esperando para serem descobertos por nós, espectadores.

Pois saiba que não é apenas impressão, nem coincidência. O enredo de Animas foi criado com base em muitos dos conhecimentos do psicoterapeuta Carl Gustav Jung. Talvez, ao entender alguns desses conceitos, as cenas do filme acabem ficando mais claras em seu ponto de vista. Afinal, esta é uma história que serve como ilustração de ideias difíceis de abstrair.

Atenção: esse post é repleto de spoilers. Se você quer tentar desvendar o filme por si mesmo, recomendo não se contaminar com as teorias contidas aqui.

Arquétipos do filme Animas Netflix

Ao longo do filme Netflix Animas foi possível identificarmos alguns arquétipos básicos da psiquê humana. Mas, o que é isso?

Tentando condensar este conceito (que não é tão simples assim), é possível dizer que Arquétipos são como figuras universais que podemos identificar nos comportamentos das pessoas, e em nós mesmos.

Diferente da personalidade, os arquétipos são como se fossem várias figuras que temos dentro de nós (como modelos ideais, ou idealizados), e que hora ou outra estão mais ou menos evidentes. É também com base nestes arquétipos que julgamos as pessoas e o comportamento delas (e com base nisso elas também nos julgam).

Não é necessário conhecer isso para que venhamos a utilizar. Um exemplo é a figura do herói: todas as culturas têm esse arquétipo, de alguma forma. Por vezes um santo, um xamã, ou alguma figura pública que sirva de exemplo para as pessoas. A partir daí, é possível compreender que existe uma diversidade grande de arquétipos, e que a partir deles e de suas representações vamos compreendendo e interagindo com o mundo.

A seguir, você verá alguns dos arquétipos apresentados no filme Netflix Animas.

O Arquétipo da Anima

Carl Gustav Jung categorizou figuras interiores chamadas de anima e animus. Sendo que a anima é a figura feminina para o homem e animus é a figura masculina para a mulher. Essas são figuras internas que se relacionam com nosso inconsciente, pois todos temos influência de todos os gêneros em nossas vidas.

Vou me limitar aqui apenas na figura da Anima, que é o objeto do filme.

Veja abaixo o definição de Jung, retirado do livro “O Homem e Seus Símbolos“:

Anima é a personificação de todas as tendências psicológicas femininas na psiquê do homem – os humores e sentimentos instáveis, as intuições proféticas, a receptividade ao irracional, a capacidade de amar, a sensibilidade à natureza e, por fim mas não menos importante, o relacionamento com o inconsciente. Não foi por mero acaso que antigamente utilizavam-se sacerdotisas (como Sibila, na Grécia) para sondar a vontade divina e estabelecer comunicação com os Deuses.

Alex, co-protagonista do filme Animas, não é uma pessoa real, como o filme tenta fazer parecer no começo. Ela é, na verdade, a Anima de Abraham. As únicas interações que Alex faz com o mundo exterior é quando assume o corpo de Abraham.

Em geral, as manifestações do caráter da Anima de um homem é determinado por sua mãe, podendo ser positiva ou negativa. Alex gerou resultados positivos por um bom tempo em Abraham, permitindo a ele lidar bem com a solidão, indiferença da mãe e abusos físicos do pai. Porém, teve seu lado negativo.

Ajuda de Alex para Abraham lidar com o medo:

Quando a Anima é negativa, repete incessantemente: “Não sou nada. Nada tem sentido. Com todas as outras é diferente, mas comigo…” Essa postura da anima provoca uma espécie de apatia, um medo de impotência. Isso pode justificar o motivo da Alex se autoflagelar. Pouco antes da primeira autoflagelação mostrada, ela tem uma consciência de “Com todas as outras é diferente, mas comigo…” ao reparar que, com ela, o bebedouro travou e com outra pessoa ele funcionou normalmente. Uma clara sensação de impotência.

Conceito do Arquétipo da Sombra

Basicamente, a Sombra é o lado escuro de nossa psiquê. É aquilo que está em nós e não queremos ver (ou não queremos que os outros vejam), mas percebemos facilmente nos outros. Se você se enche de raiva quando um amigo lhe apontar um defeito, pode estar certo de que aí se encontra uma parte da sua Sombra da qual você não tem consciência (ou não admite).

Ninguém se ilumina imaginando figuras de luz, mas se conscientizando da escuridão”.
– Carl Jung –

Quando o inconsciente se manifesta, surge a necessidade de se adaptar. A adaptação consiste em aceitar conscientemente o que pode parecer uma crítica do inconsciente. Por isso, algumas coisas ficam mais fáceis de serem introduzidas por sonhos primeiro, principalmente porque tem coisas que preferimos não olhar de perto, e no sonho é jogado na nossa cara. Por vezes diretamente, e outras por símbolos.

Sob certos ângulos, a Sombra pode também ter fatores coletivos que brotam de uma fonte situada fora da vida pessoal do individuo. No filme Netflix Animas, a Sombra é apresentada para Alex em diversas vezes com uma silhueta feminina. Abraham resiste um pouco em se livrar de Alex, e isso acaba revelando sua Sombra. De certa forma, ambos não querem aceitar essa necessidade e frieza de ter que “matar” Alex.

A Sombra sofre muito mais com contágios coletivos. O homem que esta só, por exemplo, encontra-se relativamente bem; mas assim que vê “os outros” comportarem-se de maneira primitiva e maldosa, começa a ter medo de o considerarem tolo se não fizer o mesmo. É o que parece acontecer no filme Animas, pois quase sempre que Abraham está com alguém, sua Sombra acaba aparecendo. Talvez esse medo de estar parecendo louco na visão dos outros (e por ainda ter um amigo imaginário) o faça despertar tudo.

A Sombra só se torna hostil quando é ignorada ou mal compreendida. Se pudéssemos somente combatê-la com lucidez ao sermos honestos, trazendo-a para a consciência, seria ótimo.

Veja a cena abaixo, do anime “Naruto”, onde ele enfrenta sua Sombra com uma abordagem bem interessante. Além de tudo é uma grande metáfora em como perdoar verdadeiramente. Segue o trecho:

Mas há um impulso de muita força na Sombra que faz com que a razão não consiga triunfar. Uma experiencia amarga vinda do exterior pode ocasionalmente ajudá-la. É como se fosse necessário um tijolo cair em nossa cabeça para conseguirmos deter o ímpeto e impulsos da Sombra. Foi o que precisou acontecer com a tentativa de suicídio da mãe de Abraham.

Cabe ao Ego renunciar ao seu orgulho e vaidade para viver plenamente o que parece sombrio e negativo mas que, na realidade, pode não ser.

É preciso muita coragem para levar o inconsciente à sério e enfrentar os problemas que ele desperta. Mas no fim a solução é aceitar-se por completo e simplesmente abraçar seu lado escuro não alimentando-o com ódio, negação ou com qualquer outra coisa ruim. Mas sim reafirmar a confiança na virtude de que até esse lado pode vir a ter. Rejeição só fortalece a escuridão.

Bussola da psiquê

Gostei muito de ter visto, em uma das cenas do filme Animas, a Bússola da Psiquê, de Jung:

animas netflix filme psicologico carl gustav jung bussola da psique

Se não der pra ler bem a imagem acima (retirada do filme), trata-se basicamente disso:

Imagem de extendeddisc

As posições dos lados “direito/esquerdo/cima/baixo” normalmente variam, mas Sensação sempre ficará como oposto de Intuição, e Sentimento como oposto de Pensamento.

Com isso, existem 16 tipos principais de personalidades:

Se você quiser fazer o teste e conhecer o seu tipo, acesse aqui.

A psicologia das Cores no filme Animas Netflix

Talvez os mais atentos tenham notado que, em alguns momentos, as cenas de Animas eram carregadas em uma determinada cor. Seja verde, azul, vermelho, ou um alaranjado. Este efeito é comum não somente no filme Animas, mas em diversas produções gráficas.

A intenção de quem produz filmes, séries, animações ou mesmo quadrinhos é de se conectar com as emoções de quem está assistindo ou lendo a obra. Por este motivo, diretores e quadrinistas se aproveitas da psicologia das cores para ajudar a criar um clima. E isso acontece sem que você perceba (e mais vezes do que possa imaginar).

É quase o mesmo princípio da trilha sonora: quando uma cena é mais tensa, a música tem tons mais graves. Quando a cena é romântica, os tons são mais lentos e melosos. Se é uma cena divertida, temos uma música alegre. E assim por diante. Da mesma maneira, as cores têm o poder de acessar emoções inconscientes, e por isso certas cenas acabam tendo as paletas de cores voltadas ao que quer que os criadores desejem que você sinta.

No filme Animas, as cores de fundo que aparecem no decorrer da narrativa lembram muito um semáforo, e cada cor podem vir a ter 2 significados.

Primeiro vou abordar o significado levando em conta um semáforo:

  • Verde: significa “Vá em frente”. Intenção do Abraham de querer que Alex saia;
  • Amarelo: significa “atenção”. São momentos em que Alex tem todo o conforto da atenção de Abraham;
  • Vermelho: significa “pare/perigo”. É toda vezes que Abraham ou alguém corre risco de morte.

O segundo significado tem a ver com a imagem abaixo:

 

Imagem de extendeddisc
  • Verde: Estabilidade. Todas as vezes que Alex parece estar em perigo, tudo fica verde. É uma tentativa psicológica de Abraham de conseguir estabilidade, negando a existência de Alex de alguma forma. Seja com ou sem ajuda de outra pessoa. Muitas vezes, nestes momentos é mostrada a Sombra de Abraham.
  • Amarelo: Influência. Aparece nos momentos em que Alex parece estar bem com Abraham. Alex está exercendo um papel influente, e sua existência está sendo aceita pelo seu criador.
  • Vermelho: Dominância. Parece que sempre aparece quando há um grande problema de dominância sob algo.
  • Azul: Conformidade. Provavelmente quando as cenas não tem nenhum tipo de saturação, ou quando há algum pensamento triste.

Faz sentido, né? Abaixo um print do filme Animas contendo varias referencias a outras obras:

animas netflix filme psicologico carl gustav jung referencias
Veja sobre Psycho

 

Autoflagelos

Ao longo do filme Animas vemos algumas cenas de autoflagelo (ato em que a pessoa fere a si mesma). Uma das razões de algumas pessoas fazerem isso é porque a dor emocional é tão grande que precisa ser transferida como um certo alivio para o corpo. A culpa extrema costuma ser a principal motivadora em autoflagelar-se, porém há outros fatores como:

  • Rejeição materna ou paterna;
  • Abandono;
  • Maus tratos na infância;
  • Abuso sexual, físico ou emocional;
  • Violência doméstica;
  • Morte de alguém querido;
  • Problemas com a sexualidade;
  • Dificuldade de relacionamentos interpessoais;
  • Baixa autoestima;
  • Sentimento de incapacidade;
  • Estresse.

No caso de Abraham, ele sofreu com maus tratos e rejeição na infância. Um tipo de culpa pode surgir quando a criança percebe seus pais brigando e, de alguma forma, sentem que são a causa da discórdia.

A raiva intensa é um sentimento que evita cair na culpa. No caso Abraham, havia tanta raiva que ficou extremamente insensível. Um exemplo é quando ele está assistindo um filme de terror, e Alex vira a cara não conseguindo ver enquanto Abraham nem pisca e mantém um olhar quase que desafiador. Por esse motivo que sua anima acaba desenvolvendo maior sensibilidade para a culpa. É como uma balança de extremos: Abraham sente a raiva, e Alex a culpa.

Possivelmente uma dessas autoflagelações teve consequência no corpo de Abraham, pois algumas vezes Alex assumia a consciência, como no caso da conversa com a Psicóloga perto do final. Quando Abraham pergunta como o pai da Alex morreu, ela diz que não se lembra e cita a amargura. A figura paterna de Abraham é tão distante que deixa claro que para Alex acaba sendo meio nula.

As horas

Em Animas, reparei que a mãe de Abraham tem uma certa fixação com as horas. Na primeira vez ela estava deitada na cama com os olhos esbugalhados e com um fundo meio avermelhado, o que talvez indicasse sua intenção de matar seu marido, ou seja só reflexo mesmo.

animas netflix filme psicologico carl gustav jung relogio 7 horas

animas netflix filme psicologico carl gustav jung mae olhando relogio

Mais tarde, pouco antes de ela ir ao trabalho do marido com intenção de matá-lo, também é mostrado outro o relógio marcando 7 horas:

animas netflix filme psicologico carl gustav jung mae antes matar marido

animas netflix filme psicologico carl gustav jung relogio parado sete horas

Dessa vez, além de marcar 7 horas, o relógio para de funcionar. Com base nisso, veja que interessante o trecho do livro da Jung:

Há numerosas histórias autênticas de relógios que param no momento em que seu dono morre, como aconteceu com o relógio de pêndulo no palácio de Frederico, o Grande, em Sans Souci, que parou na hora da morte do rei.

Curioso, não? Outra coisa é o sobrenome do protagonista: Abraham Cerberus.

Cérbero, na mitologia grega, era um monstruoso cão de três cabeças que guardava a entrada do mundo inferior, o reino subterrâneo dos mortos, deixando as almas entrarem, mas jamais saírem e despedaçando os mortais que por lá se aventurassem.

Se formos associar com o que ele fazia com a figura de sua Anima, Alex, faz sentido, não é? Viajar é bom, e faz bem pra mente, rs.

Caso queira ver mais alguns conceitos, recomendo ler o outro artigo deste blog sobre o filme Animas.

Você também poderá se interessar por Love, Death and RobotsDurante a Tormenta.

Conclusão

O filme Animas é de fato bem simbólico, e isso pode afetar sua critica ao assistir. Porém, achei que valeu a experiência. Existem conceitos que são tão abstratos que fazem necessário filmes como esse para ilustrar com situações reais. No fim, por mais que pareça que uma obra não acrescente nada, ela sempre vai ter algum tipo de valor oculto.

Até a próxima

Fonte: Livro “O homem e seus símbolos, de Carl Gustav Jung”

Mais Artigos

Sobre o Autor

Administrador do blog Interprete-me, Jerry D. Blodgett tem paixão pela literatura subjetiva e os estudos da filosofia e psicologia. Sempre que possível, faz pontes entre a reflexão interior e o entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.