Longas e Curta-metragens

Forest of Piano Netflix (Piano no Mori): Crítica do anime com Trailer Dublado

Forest of Piano, também conhecido como Piano no Mori (ピアノの森), é uma bonita história, um tanto quanto infantil demais, entretanto com ótimos valores (assista aqui). Criado por Kojima Masayuki, criador de “Monster”, ele traz aqui sua técnica já conhecida: dá extremo valor aos detalhes, sendo um anime muito bonito de se assistir.

Por isso, o anime Netflix Forest of Piano já pode entrar na sua lista de espera para maratonas: vale a pena, vale muito a pena.

Visualmente, Forest of Piano é arrebatador. Mas há alguns equívocos de estrutura no roteiro que dão uma inconsistência que incomoda até o momento em que a história realmente começa a funcionar. A partir daí, já estamos conectados com ela. E o impacto que causa é duradouro.

Vários temas, todos importantes

Seguindo uma estrutura clássica de Jornada do Herói, dividida em três partes, Forest of Piano é um drama relativamente leve, adaptado mesmo para o público mais infantil. A sua mensagem é bastante clara e o desenvolvimento de personagens é bem interessante.

A temática do piano como arte e como competição ganha muita força neste anime. Com uma explicação bastante didática entre a diferença entre uma e outra, essa força também pode ser vista como excesso de explicação. Isso pode cansar o público mais velho, que só vai se sentir empolgado novamente na parte final da produção, quando ganha em agilidade e o roteiro também melhora.

É aí, aliás, que está o grande problema de Forest of Piano: falta clareza nas duas partes iniciais do anime. Parece estar com a história perdida, sem rumo, atirando para todos os lados. Não sabe se aposta em um drama lacrimoso ou em um segmento mais sólido. Somente a partir do terceiro ato as coisas melhoram e o anime toma um rumo certo, linear. E que rumo!

São colocados, portanto, diversos temas no decorrer da animação. Todos são importantes, mas o encavalamento entre eles acaba gerando uma confusão. Ao escolher uma linha narrativa única, a obra inteira sobe para um patamar ainda mais alto.

Um drama leve

Portanto, a sensação que se tem ao concluirmos Forest of Piano é de que ele poderia ter sido muito melhor se tivesse dado um caminho menos tortuoso para a sua história desde o começo. Não chega a ser um desperdício, mas é evidente que com mais capricho no roteiro – sem a vontade de abraçar vários temas ao mesmo tempo – o enredo caminharia melhor.

De toda forma, é um anime muito bom e visualmente interessante para crianças e jovens, que fala sobre coisas importantes e pertinentes a essa faixa etária. Tecnicamente excelente, Forest of Piano vai arrebatar com os olhos e ouvidos também, já que sua trilha é encantadora.

É claro que sua base está quase toda no piano, como deveria mesmo ser, e é muito agradável de ouvir. A vontade que se tem é de encontrar a trilha sonora para baixar imediatamente.

Sendo um drama leve, Forest of Piano deve agradar a todos, possibilitando até algumas lágrimas ao fim. Mas são de alegria e reconhecimento, apesar de tudo.

Você também pode se interessar por Rilakkuma e Kaoru e Sirius The Jaeger.

Trailer e informações do anime Netflix Forest of Piano (Piano no Mori)

Sinopse 1: O filho de uma prostituta e o filho de um pianista têm pouco em comum – exceto seu amor por tocar piano.

Sinopse 2: Kai cresce tocando um velho piano descartado na floresta; o pai de Shuhei é um pianista famoso. Seu encontro fortuito transforma suas vidas e sua música.

Idioma: dublado (com opção de áudio original em japonês, e legendas em português);

Ano de lançamento: 2018;

Gênero: Anime, Drama;

Compartilhe
Convidado

Este é um artigo enviado por um convidado do site.

Ver comentarios

Publicado Por