Frontier, uma promessa de poder para apenas vingança

Confesso que, como fã deste tipo de série medieval, eu cultivava uma grande expectativa para Frontier. Porém o resultado foi um pouco diferente do esperado. Imaginava uma nova disputa de poder parecida com Vickings ou Marco Polo. Mas vale assistir para que viva o ambiente e tenha suas próprias opiniões (assista aqui).

O foco de Frontier foi de poder para apenas vingança. A construção do personagem principal foi um pouco controversa, dando-lhe uma imponência forte mas com falta de seguidores parecia mais uma vida solitária e submissa do que popular e respeitável. Eu adorei a atuação de Jason Mamoa ao dar vida a Declan Harp. O que faltou na verdade foi uma simples demonstração visual maior da sociedade. É natural que pessoas como ele saiam conquistando ou já tenham muitos seguidores. Em Frontier não havia isso. Se fosse uma série de piratas (como Piratas do Caribe) ele seria o personagem ideal para acompanhar seu crescimento e vê-lo se tornando um líder, conquistando pessoas e posses. Um ótimo personagem, só que mal colocado.

Trailer da série Frontier Netflix

O lado bom da série Frontier

Se você pretende assistir a série Frontier recomendo que viva o ambiente da época. Esta é uma série que entrega mais conhecimento que um entretenimento eletrizante. Não é chato, porém não chega a ser empolgante. Mas a ambientação e interpretação lhe coloca na época e faz viajar um pouco sobre como seria estar lá.

Além disso, seis episódios foram curtos demais, e estava claro que deixaria muitas lacunas abertas. Talvez esta primeira temporada fosse apenas um teaser, e se houvesse grande interesse entregariam mais.

E, se você já assistiu a essa temporada, talvez goste de ler sobre a terceira temporada de Frontier, na Netflix.

Anuncio Patrocinado:

Já pensou em faturar com WhatsApp? Me chamo Luciano Augusto e no ano de 2018 faturei mais de R$ 4.476.974,22 milhões com vendas, sendo que 1 milhão foi apenas só no mês de Dezembro.

Convido você a entrar no grupo de Whatsapp abaixo para que eu possa lhe mostrar meus resultados e apresentar a proposta do método. Segue o link:

Entrar no Grupo Formula WhatsApp

Mais Artigos

Sobre o Autor

Administrador do blog Interprete-me, Jerry D. Blodgett tem paixão pela literatura subjetiva e os estudos da filosofia e psicologia. Sempre que possível, faz pontes entre a reflexão interior e o entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *