Godzilla Cidade no Limiar da Batalha Netflix (Filme 2)

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros capa

Depois de tantos monstros Godzilla invadindo nosso mundo, de tantos tamanhos diferentes, parece até estranho que tenham feito uma nova trilogia sobre o monstro, ainda maior e mais perigoso. Mas “Godzilla Planeta dos Monstros” (aqui) e “Godzilla Cidade no Limiar da Batalha” (aqui), que são os dois primeiros filmes da trilogia, saem do padrão Hollywoodiano que conhecemos e conseguem surpreender positivamente.

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros infografico
Infográfico do artista Noger Chen mostrando os tamanhos dos vários Godzillas ao longo das décadas. Este maior é o do atual anime! Uau!

Enredos japoneses

Para começar, quem costuma assistir muitos animes certamente já notou que o padrão das histórias diferem bastante do cinema de ação e aventura tradicional. O que podemos perceber é que eles costumam ousar mais, não só com seus personagens mas também em suas ações.

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros haruo sobreviventeEnquanto os bons e velhos blockbusters tem um final quase previsível, todos os enredos japoneses que vejo (com exceção dos romances) saem da caixa ao misturar divindades, tecnologias, criaturas fantásticas e características cativantes em seus protagonistas.

Apesar disso, uma coisa que este padrão resulta é uma carga grande de informações. O que quero dizer com isso é: para se criar história em padrões diferentes do que estamos acostumados, muitas explicações (geralmente) precisam ser dadas para que compreendamos o funcionamento do novo mundo (e por “novo mundo” me refiro a enredos que saem do comum).

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros tomado dominado nanometal
Um bilusaludo já tomado pelo nanometal

Em Godzilla Planeta dos Monstros e Godzilla Cidade no Limiar da Batalha isso não é diferente. Somente o fato de existirem mais de uma espécie (os humanos, os Bilusaludos, os Exifs e os Houtuas) já nos introduz ao fato que cada um tem sua cultura, e também cada um tem sua ideia sobre o certo e errado. Ao que parece, os humanos estão em um meio caminho desses dois, mas também com sua própria mentalidade.

Conheça nosso artigo sobre a Jornada do Herói e conheça uma forma única de enxergar os filmes e séries que assiste!

Apego às raízes

Apesar de se falar em voltar por vingança contra o monstro de tamanho titânico, fico pensando também sobre nossa constante necessidade de ter um lar para voltarmos.

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros planeta terra natureza
Apesar de a vermos como lar, a Terra ficaria bem melhor sem nós

É claro que vemos hoje em dia pessoas que já se livraram dessa necessidade (nômades e mochileiros, por exemplo), mas a verdade é que a maioria dos seres humanos ainda precisa de um lugar para chamar de lar. Um lugar fixo, para onde possa recorrer sempre que o coração clamar por consolo.

No caso dos personagens de Godzilla, eles passaram tempo demais em naves, e isso criou neles o desejo que urge em voltar para casa. Pisar em solo firme – a Terra.

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros indigena nativos Houtua
Ao contrários dos humanos normais, os Houtuas respeitam a natureza e convivem com ela em harmonia
trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros Houtua encontro haruo
Haruo se encontra com uma das nativas, uma Houtua do planeta Terra pós-apocalíptico

O que o segundo filme nos contou

O filme Godzilla Cidade no Limiar da Batalha vem nos mostrar o que muitas das superproduções de ficção científica tem gritado nas últimas décadas: estamos destruindo nosso planeta, pouco a pouco.

E o curioso é que não importa quantas dicas venhamos a receber: continuamos com os mesmos hábitos. As mesmas ações que, por mais pequenas que sejam, movimentam toda uma engrenagem que vai corroendo gradualmente a borda de nosso lar.

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros monitor 300 metros
Uma ameaça de 300 metros é detectada nos monitores. A pergunta que fica é: ameaça para quem?

Godzilla não é uma ameaça para o planeta Terra, apenas para os seres humanos. E, como vimos neste segundo filme, nem todos os seres humanos são alvo dele… Os nativos trabalham em conjunto com a natureza, retirando dela o necessário (tal qual as tribos que viveram – e umas que ainda vivem – nas matas), e por isso acabam não sendo incomodados pelo “monstro”.

O planeta não está em perigo. Quem está em perigo é a humanidade, com todas as coisas terríveis que fazemos contra nossa própria casa e contra todas as espécies (incluindo a nossa própria). É claro que a natureza sofre, não estou dizendo o contrário. Mas como já vimos em algumas análises (principalmente neste documentário: “O Mundo Sem Ninguém”), o planeta irá se regenerar sozinho quando a humanidade for extinta (eu disse QUANDO, e não SE, porque isso acabará acontecendo cedo ou tarde).

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros nanometal invadindoNo filme “Godzilla Cidade no Limiar da Batalha” vemos algo muito interessante quando os personagens demonstram não quererem se fundir ao nanometal: eles não querem se tornar um com a Terra, não querem perder seus corpos, suas memórias, nem o cerne de quem são.

E isso ilustra, de forma bem sutil, o que está dilacerando nosso planeta: o ego, a ganância, a necessidade de satisfazer os próprios desejos em detrimento do bem-estar de outros… Afinal, se não fosse isso tudo, estaríamos mais evoluídos (ou você acha que a indústria não controla as melhorias que chegam até nós? Pensa que essas empresas querem a cura para tudo? Se houvesse a cura, eles não venderiam mais remédios – e isso é apenas um exemplo simples).

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros superaquecimento
Enquanto a humanidade não abrir mão de sua individualidade, continuarão sofrendo e deixando o monstro da destruição crescer e ficar mais forte
trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros aquecimento global dioxido carbono poluicao
A poluição e o aquecimento global por dióxido de carbono…
trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros teste nuclear corrida armamentista
Os testes nucleares para a corrida armamentista…
trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros rosnado
Tantos danos ambientais causaram a chegada dos monstros

Arte e dublagem

Quando assisto um anime, geralmente prefiro sua versão em japonês (convenhamos, essa língua é simplesmente épica, e combina demais com cenas emocionantes de ação). Mas como esta trilogia contém muitas informações condensadas, preferi ver antes a versão em nossa querida língua brasileira.

O que notei foi de fato algumas vozes mais hesitantes, porém no geral é agradável para se assistir. Nada que incomode muito (aos mais exigentes, sempre é recomendável o original, legendado).

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros haruo conversaE sobre a arte, quando me deparei com ela fiquei encantada. É um novo estilo de anime que vem surgindo de uns tempos para cá, ao estilo de Sidonia, Blame e Ajin, com personagens mais realistas e movimentos mais suaves e próximos do que podemos chamar de “perfeito”.

O que quero dizer com isso? Bem, como amante de animes que sou, já notei que existe nos animes tradicionais uma economia de movimentos. Por exemplo, quando um personagem está falando a uma multidão, o mais comum é que essa imagem fique estática por vários segundos, economizando na animação. E o que se move é basicamente apenas a boca e os braços de quem está em foco.

Não vejo isso como um defeito, apenas como um estilo que traz uma otimização e velocidade no lançamento dos episódios. E é exatamente por isso que é tão perceptível quando estes novos animes abusam das movimentações sutis. É agradável de se ver, realmente como se fosse água fluida descendo calmamente por um córrego.

Trailer e outras informações da trilogia Godzilla Netflix

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros cartaz capa

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros cartaz capa mecha cidade nanometal

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros cartaz capa mecha cidade nanometal unidade abutre

trilogia godzilla netflix cidade limiar batalha planeta monstros cartaz capa mecha cidade nanometal unidade abutre ataque

 

Sinopse Planeta dos Monstros 1: Nem a imensidão do espaço e nem o tempo são obstáculos para sua sede de vingança. Agora, os monstros vão se ver com ele.

Sinopse Planeta dos Monstros 2: Vinte mil anos após Godzilla ter tomado a Terra, um grupo de humanos tenta recolonizar o planeta. Mas, para um jovem, não basta voltar: ele quer vingança.

Sinopse Cidade no Limiar da Batalha 1: As armas de que precisam ainda podem estar enterradas no monte Fuji. Para chegar lá, será preciso desafiar ordens.

Sinopse Cidade no Limiar da Batalha 2: Haruo e seus companheiros fazem contato com uma tribo indígena. Para derrotar Godzilla, o grupo parte ao laboratório do Mecha-Godzilla.

Ano de lançamento: 2017 (1º filme), 2018 (2º filme);

Duração: 1h 28min (Planeta dos Monstros), e 1h 40min (Cidade no Limiar da Batalha);

Classificação etária: 12 anos;

Gênero: Ficção científica, Ação, Anime Shounen, Pós apocalíptico;

Você também teve a oportunidade de apreciar estes dois primeiros filmes da trilogia? Fale-nos o que achou, tanto de Godzilla Planeta dos Monstros quanto de Godzilla Cidade no Limiar da Batalha.

Conseguiu também ver um sério aviso para nós, seres humanos? Como você se sente quando vê nestes filmes e animações a evidência que o mundo como conhecemos está por um fio?

Godzilla Cidade no Limiar da Batalha Netflix (Filme 2)

Godzilla é um monstro bem conhecido de todos. Mas já viram a versão em trilogia de animes da Netflix? Conseguiu pegar algumas das mensagens que esses longas nos passam? Vem com a gente e vamos bater um papo!

Editor's Rating:
4

Mais Artigos

Sobre o Autor

Escritora, redatora e ilustradora autodidata, Nantai procura reavivar a centelha de magia que todos temos. Gosta de montanhas, gatos, e de escrever ao som da chuva. Gosta de falar sobre fantasia e ficção científica, e colabora neste blog com um pouquinho de tudo. www.bcrausnantai.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.