Longas e Curta-metragens

Lionheart Netflix – Resenha do filme de comédia com críticas feministas sutis

Lionheart Netflix é um filme que mistura drama e comédia com equilíbrio. A obra foi categorizada como comédia, e de fato há momentos em que o riso fala mais alto. Entretanto, temos também momentos melancólicos. Pode não ser de forma literal, como em um melodrama, mas quem conseguir captar a mensagem verá que sim, há momentos de crítica sutil que nos remete à reflexão (assista aqui).

Esta é a primeira vez que uma produção da chamada “Nollywood” chega ao público mundial através da Netflix. Para quem não conhece, é assim que está sendo conhecida a nova indústria cinematográfica da Nigéria, um país africano de tendências conservadoras e que tem brilhado agora com uma geração de diretores e roteiristas que revigoram o cinema local.

O longa Lionheart não foi adquirido pela Netflix por acaso. É um dos melhores filmes vindos daquela região.

Feminismo em alta

A história de Lionheart fala sobre Adaeze, uma mulher que se preparou a vida toda para substituir o pai na transportadora da família, chamada Lionheart – daí o título do filme.

Quando o patriarca sofre um enfarto e precisa se afastar da empresa, em vez de colocar Adaeze no lugar ao qual ela se dedicou para assumir, ele escolhe um irmão – tio dela – que é inexperiente para negócios. É um sujeito que nunca comandou nada e que não faz a menor ideia de como gerir um negócio.

Com a Lionheart prestes a falir, Adaeze precisa se unir ao tio para salvar a empresa. Nesse caminho, ela acaba se aproximando dele e descobrindo que, mesmo sendo uma pessoa sem tino para negócios, eles têm várias coisas em comum além do parentesco.

Lionheart ganha uma atuação de gala de Genevieve Nnaji, que incorpora Adaeze com propriedade. Além disso, ela também dirige o filme, e confere e ele uma aura de verdadeira comédia, sem perder a oportunidade de fazer críticas sutis e feministas aos problemas que rondam as relações pessoais e profissionais em todos os lugares.

O fato de a personagem ter sido preterida por um sujeito sem a qualificação dela, apenas por ser homem, é trabalhada com sensibilidade pela atriz e diretora. Não há uma panfletagem de estardalhaço aqui, e sim cutucadas leves. Ainda assim, prova que o feminismo está em alta em todos os lugares.

As escolhas narrativas que Genevieve tomou para o filme Netflix Lionheart também são bem sucedidas. O filme parece se arrastar um pouco no primeiro ato, mas depois deslancha em um roteiro que equilibra bem a comédia e a melancolia. Vários são os temas tratados (união, coragem, redenção frente aos problemas que pareciam insolúveis) e nenhum deles soa deslocado do arco principal.

Foi mesmo um trabalho de mestre. E considerando ser o primeiro filme que ela dirige, isso é ainda mais valorizado.

Lionheart é um filme bonito de ver

Além de tudo isso, Lionheart é também um filme muito bonito de ver. As imagens capturadas das belezas nigerianas são de encher os olhos. Nesse caso, o mérito vai para a direção de fotografia, que capta muito bem a naturalidade do lugar e consegue integrar essas imagens poderosas à narrativa quase intimista. Foi um trabalho bem feito, digno de ser lembrado.

No mais, Lionheart Netflix é um filme que fala sobre temas mundiais, e que não dizem respeito apenas ao povo nigeriano. É, até mesmo, de certa forma corajoso. É uma bela estreia de Genevieve na direção, além de entregar uma performance acima da média. Sendo ela mulher, só reforça o argumento de que: sim, as mulheres podem (e devem) liderar qualquer situação, sendo até muito mais competentes do que os homens.

Você também pode se interessar pelo documentário Feministas: O Que Elas Estavam Pensando e também pela série a série As Telefonistas.

Trailer e informações do filme Lionheart Netflix

Sinopse 1: A empresa da família está à beira da falência. Agora, cabe à filha determinada provar seu valor e salvar o negócio.

Sinopse 2: Seu pai adoeceu. Agora, Adaeze tem de dividir a direção dos negócios da família com seu tio e provar seu valor em um mundo dominado por homens.

Ano de lançamento: 2019;

Gênero: Comédia, Drama;

Compartilhe
Convidado

Este é um artigo enviado por um convidado do site.

Ver comentarios

Publicado Por