Tarzan a Evolução da Lenda – A ganância

Review of:

Reviewed by:
Rating:
3
On 4 março, 2018
Last modified:2 julho, 2018

Summary:

Incontáveis adaptações do livro de Edgar Rice Burroughs já foram transformadas em animações, filmes, quadrinhos, e outras mídias. Inclusive, falei neste post sobre a versão da Disney (de longe, minha favorita) e, curiosa com o título, me aventurei a assistir “Tarzan – A Evolução da lenda” (disponível na Netflix na data do post).

Tarzan-a-evolucao-da-lenda-00Logo no início é possível notar que algo vai ser bem diferente: existe uma busca por um artefato místico, algo além da compreensão humana e que daria inimaginável poder (financeiro) a quem o obtivesse. A narrativa inicial cria toda uma atmosfera propícia a uma história de magia e habilidades especiais, mas isso não acontece. Trata-se mesmo da jornada de um garotinho (um Greystoke já crescido, de uns cinco anos) que acaba sendo criado por símios depois de um já aguardado desastre com seus pais.

Porém, tal como o nome deste longa diz, esta é uma “evolução” da lenda: encontramos os antigos e famigerados personagens, porém num tempo mais atual e com propósitos diferentes.

A partir daqui é possível que meus devaneios contenham spoilers.

O tema explorado é principalmente a ganância do ser humano. Já nos primeiros minutos o pequeno Greystoke diz para a mãe que quando eles voltarem ao acampamento de pesquisas ele será o “rei da selva”. Até ali era apenas uma brincadeira infantil, mas fica evidente como os roteiristas (Reinhard Klooss, Jessica Postigo e Yoni Brenner) queriam mostrar que esse desejo pelo poder está intrínseco em nós, como uma espécie de instinto primitivo de dominação. De certa forma, todos os personagens (ou quase) estão lutando por algum tipo de território.

Tarzan-a-evolucao-da-lenda-02Nós frequentemente nos esquecemos da força que nos trouxe à vida…. Acredite você em Deus ou apenas no acaso científico, uma coisa é certa: a natureza é subestimada em excesso. A grandeza dela perante nós é silenciosa, mas quando menos esperamos seus dentes arrancam dolorosos pedaços.

Em “Tarzan – A evolução da lenda” a narrativa se inicia mostrando o desastre que expurgou os dinossauros da Terra. Um meteoro – exatamente o que o pai de Tarzan e Clayton procuravam – caiu e destruiu tudo.

Tarzan-a-evolucao-da-lenda-03aDo que as pessoas são capazes para conseguir aquilo que desejam? Que tipo de mentiras estão dispostas a contar, e quantas vidas estão dispostas a sacrificar, apenas para obter uma “fonte inesgotável” de energia e que sequer é de direito delas?

Imagino que, se a natureza pudesse falar, perguntaria aos humanos “o que faz você pensar que, só porque encontrou primeiro, é seu?”.

Mas é assim que a humanidade funciona, e é o que essa animação alemã de 2013 nos mostra, mesclando certo realismo (pois não existe um diálogo propriamente dito entre Tarzan e os gorilas, como na versão Disney) e um toque sutil de fantasia (ou seria de ficção científica? Humm…).

 

Tarzan-a-evolucao-da-lenda-01

 

O final me deixou com certas dúvidas sobre o que pensar (olha o spoiler!), mas acho que o decorrer da narrativa deu algumas pistas. Frequentemente se mostrava a grandiosidade da natureza, e o próprio início deixou claro que não importa o quão grande e poderoso você seja: ela tem a capacidade de exterminar toda uma espécie “assim ó”, num estalar de dedos.

E então a cena que fecha a animação: depois que o Sr. Porter emerge com o sonhado item, a visão do espectador é levada ao espaço sideral onde, curiosamente, um meteoro idêntico ao primeiro se aproxima.

Ou seja…


?

… ou talvez seja só eu, imaginando demais! Deixe um comentário com suas impressões. ^_^

Posts que você pode ser interessar

Sobre o Autor

Escritora, redatora e ilustradora autodidata, Nantai procura reavivar a centelha de magia que todos temos. Gosta de montanhas, gatos, e de escrever ao som da chuva. Gosta de falar sobre fantasia e ficção científica, e colabora neste blog com um pouquinho de tudo. www.bcrausnantai.com

One thought on “Tarzan a Evolução da Lenda – A ganância

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *