Segurança Netflix: resenha do thriller 2021

O filme Segurança é um thriller que estreou na Netflix, dirigido por Peter Chelsom, conhecido também como ator e dublador, mas que vem se dedicando cada vez mais ao trabalho por trás das câmeras (assista aqui).

Esse é o tipo de produção que faz com que o espectador fique tenso até o surpreendente final.

A história do filme Netflix Segurança

O filme Segurança, baseado no romance de Stephen Amidon (veja versão em inglês), começa com uma trama simples, mas vai se revelando cada vez mais intrincado e surpreendente. Tudo começa com uma jovem sendo atacada em uma pequena cidade no litoral italiano, sempre recheada de turistas.

É nesse momento que conhecemos Roberto (Marco D’Amore), um especialista em segurança que trabalha vigiando as casas da cidade, sempre ornamentadas com um sistema de vigilância moderno.

A jovem em questão é Maria Spezi (Beatrice Grannò), e ela é encontrada coberta de sangue pelas ruas. Apesar das suspeitas recaírem sobre seu pai, Walter (Tommaso Ragno), um homem conhecido por sua embriaguez, Roberto acredita que o responsável pelo ataque é outro. Por isso, começa a investigar a situação por conta própria, mas isso o leva a se enredar em uma teia de mentiras e dissimulações.

O filme nos apresenta duas situações: uma crítica aos burgueses, que transformam suas casas em fortalezas e gostam de ostentar suas posses, mas possuem em casa seus próprios problemas, que geralmente ficam longe dos olhos dos outros. A sociedade fechada e conservadora do local esconde diversos segredos que muitos têm medo de que venham à tona.

Por outro lado, também é um estudo de caso interessante. Roberto, por exemplo, é competente em sua área de trabalho, mas sua vida pessoal está em frangalhos. Ele é infeliz em seu casamento, já que só consegue pensar em uma antiga namorada, Elena (Valeria Bilello), e isso se reflete no relacionamento com sua família. Em determinado momento do filme Netflix Segurança, essas histórias se misturam e se confundem.

O problema do filme Netflix Segurança

Com isso, temos um filme que, em tese, é bem competente ao mostrar essa sociedade de fachada, que vem à tona depois de uma tentativa de crime contra Maria Spezi. O que deveria ser um trunfo acaba se tornando um problema para o filme Segurança: suas pretensões são muito maiores do que os envolvidos.

O elenco, por exemplo, encontra dificuldades para desenvolver os grandes temas propostos da forma que a história almeja em sua primeira parte. Apesar do talento dos atores envolvidos, o roteiro acaba se dispersando em pequenos momentos, o que dificulta para o espectador se conectar com o enredo na totalidade.

A entrada de diversos outros personagens na história também ajuda a confundir, ao invés de complementar o drama principal. Além disso, a direção de Peter Chelsom acaba sendo um problema por não encontrar coesão na narrativa, e por ser muito simplista no seu visual.

Por isso, é fácil definir o filme Netflix Segurança como uma produção que seria muito boa nas mãos de um cineasta mais competente e com um roteiro menos inchado.

A premissa é realmente muito boa, mas o filme acaba se perdendo em sua própria narrativa, afogando-se em clichês do gênero policial e abandonando a crítica que prometia fazer em seus momentos iniciais. É uma pena.

Sinopse e Ficha Técnica do filme Netflix Segurança (Security)

Título Original: Security;

Lançamento Netflix: 16 de Junho de 2021;

Direção e roteiro: Peter Chelsom, Amina Grenci e o escritor Stephen Amidon;

Sinopse: Um especialista em segurança e sua família se envolvem em uma rede de segredos e mentiras depois que uma jovem é agredida na pequena cidade onde moram.

Duração: 1h 58min;

País de Origem: Italia;

Classificação etária: 16 anos;

Gênero: Suspense policial, drama.

Você também poderá se interessar por O Gângster Nômade (filme Netflix), Me Tira Daqui (k-dorama), Sex/Life (série), Ali no Queens (filme), Black Summer (2º Temporada) e Paternidade (comédia dramática).

Compartilhe
Luiz Henrique Oliveira

Nascido em 1986, editor-chefe no Cenapop, colunista no Interprete.Me, redator no UOL e youtuber no Cinco Tons.