Senhora de José de Alencar (1875) Resumo do livro e comentários

O romance Senhora, de José de Alencar, é um de meus favoritos. E o motivo é que: foi o primeiro romance obrigatório (de vestibular) que me encantou por sua história romântica e protagonista forte.

Com isso, Aurélia se tornou uma espécie de heroína, e acabei procurando outros livros de José de Alencar. Nenhum deles me decepcionou.

Senhora, de José de Alencar, é uma crítica

O livro Senhora pode até conter uma bonita história romântica, mas carrega uma crítica às uniões matrimoniais que aconteciam por interesses financeiros à época da publicação (1875). Inclusive, o livro está dividido em partes distintas: O preço, Quitação, Posse e Resgate.

Apesar de hoje em dia essa não ser mais uma realidade comum no Brasil, ainda temos muito o que aprender com Aurélia, e o livro certamente vale a leitura.

Mas, para aqueles que estão querendo se recordar para os estudos vestibulares, eis um pequeno resumo de Senhora.

Mas antes veja algumas das capas que diferentes edições já ganharam:

senhora livro jose de alencar romance resumo vestibular 2

senhora livro jose de alencar romance resumo vestibular 1

senhora livro jose de alencar romance resumo vestibular 3

Resumo de Senhora, de José de Alenacar

Atenção: contém spoilers.

Inicialmente vemos uma Aurélia pobre, órfã de pai e com um irmão falecido, vivendo uma vida difícil. Por insistência de sua mãe doente, ela ficava à janela na esperança de arranjar algum marido (naquela época a ideia de uma mulher trabalhar e sustentar a si própria era absurda). Poucas cenas são necessárias para vermos que seu par romântico, Fernando Rodrigues Seixas, também gostava dela. Entretanto, devido a interesses financeiros, ele não a escolhe como esposa, já que queria uma vida de regalias.

Nesta mesma época surge o avô paterno de Aurélia, que acaba falecendo num tempo muito próximo de sua mãe, e deixa a ela uma pequena fortuna, fazendo com que se tornasse uma mulher rica. Foi seu tio Lemos, irmão da falecida mãe, que ficou com a tutela, cuidando de Aurélia e sua fortuna até que se casasse (já que era moça solteira e não tinha pai ou mãe – outro retrato de como a mulher era tratada como uma incompetente). Apesar disso ela não morava com o tio, e sim com D. Firmina, uma amiga viúva que a ajudara quando ninguém mais estava ali para ela.

Neste ínterim Fernando Seixas, o antigo amor de Aurélia, conseguiu o divórcio. Sabendo disso, Aurélia bolou um rápido plano: pediu para que seu tio Lemos oferecesse a ele um grande dote mas não dissesse quem era a noiva. Assim, Fernando aceitou o casamento às cegas por conta do dinheiro que lhe interessava. Quando descobriu que a misteriosa esposa rica era Aurélia, ficou contente. Achou que seus dias apaixonados voltariam, pois não contava com a nova Aurélia que estava diante dele. Entretanto, ela se manteve fria, agindo com ele como se estivesse fazendo apenas negócios, que era como ele tratava oc asamento. E não importava o quanto ele se ressentisse ou se desculpasse, ela estava irredutível.

Com isso, Fernando e Aurélia se casam, mas mantêm uma distância. Na lua de mel, em vez de uma noite romântica ela dá a ele o restante do dinheiro (já que uma parte havia sido paga antes, pelo tio) e diz que a partir daquele momento ele pertenceria a ela, já que o havia comprado. Com o passar dos dias, a frieza entre eles aumenta, dormindo em quartos separados e conversando somente o necessário (e sempre com acidez e mágoa).

Cada um começa a viver sua vida, fingindo serem um casal feliz, e alguns momentos a reconciliação entre ambos quase acontece. O que prende Aurélia, ou seja, o que faz com que ela não ceda, é a dúvida. Ela começa a acreditar que Fernando Seixas realmente a ama, porém ainda quer ter certeza, para não sofrer novamente a dor da rejeição por conta do dinheiro.

A cena mais bonita vem ao final quando Fernando, após muito trabalho, consegue reunir o valor que lhe foi pago no casamento e com juros. Ele dá o cheque a Aurélia e diz que agora está livre. Esta era a deixa que ela necessitava para confirmar os sentimentos dele, pois sua atitude mostrou que Fernando havia mudado. Com isso, ela finalmente confessa que ainda o ama, e que de agora em diante podiam voltar a se conhecer (já que eram completos estranhos um so outro após tantas mudanças). Fernando vai até ela e a beija. Um último empecilho é mostrado, com o medo de Fernando pelo dinheiro de Aurelia, então ela mostra a ele um testamento onde deixa tudo para o marido.

E assim acaba o resumo do livro Senhora, de José de Alencar.

Muitas novas leitoras da obra podem ficar irritadas por conta do patriarcado da obra, mas temos que levar em consideração a época em que foi escrito, onde as mulheres sequer tinham voz de decisão.

Tendo isso como parâmetro podemos ver como as coisas mudaram.

Você também poderá se interessar pelas resenhas dos filmes Suzzanna: Enterrada Viva, Bayoneta, Estrada Sem Lei e um filme que tem uma temática bem próxima ao livro Senhora: Mademoiselle Vingança.

Informações do livro Senhora, de José de Alencar

Média de páginas: 162;

Ano de lançamento: 1875;

Gênero: Romance romântico;

Nome do autor: José de Alencar;

Sobre ele: José Martiniano de Alencar viveu de 1829 a 1877 (48 anos) e foi um político e escritor brasileiro;

Leitores do Skoob (na data deste post): 53.520 leitores (81% mulheres e 19% homens).

Média de estrelas (na data deste post): 3.7, de acordo com o Skoob;

Link para Amazon (onde você poderá adquirir o livro)

Link para Skoob (rede social de leitores)

Senhora de José de Alencar (1875) Resumo do livro e comentários

O romance Senhora, de José de Alencar, é uma crítica da época ao matrimônio por interesse. Veja neste artigo a análise e o resumo do livro de 1875.

Editor's Rating:
3.7

Mais Artigos

Sobre o Autor

Escritora, redatora e ilustradora autodidata, Nantai procura reavivar a centelha de magia que todos temos. Gosta de montanhas, gatos, e de escrever ao som da chuva. Gosta de falar sobre fantasia e ficção científica, e colabora neste blog com um pouquinho de tudo. www.bcrausnantai.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.