Categorias: Games

Testando o jogo Elemental (Element4l)

Soulsparks, preenchem a energia dos elementos

Cada vez mais os jogos do gênero “indie” (independentes) vem tomando conta de nossas plataformas de games.

Desde muito tempo que se ouve falar destes jogos feitos por grupos pequenos de pessoas, mas é neste século que eles vem ganhando cada vez mais força.

Nós acompanhamos alguns lançamentos da Steam (sempre que podemos, não sempre que queremos, infelizmente), e o que nos chamou a atenção ontem foi Element4l (Elemental), um jogo desenvolvido por i-Illusions, um grupo independente que apostou na ideia de suavidade e fluidez.

 

Título: Element4l
Desenvolvedora: i-illusions
Distribuidora: i-illusions
Plataforma: PC (Windows e iOS)
Data do Lançamento: 24/05/2013
Gênero: Ação, Indie, Puzzle
Modos de Jogo: Single player

 

Em Elemental você assume a forma dos quatro elementos – terra, água, fogo, ar – e precisa passar por intrincados caminhos, cheio de obstáculos e também o que podemos considerar como puzzles. Sim, puzzles, pois em algumas fases precisamos pensar na melhor (ou única) maneira de seguir em frente.

Abaixo, o trailer de Element4l:

 

 

Como você viu no trailer, em Element4l não existem inimigos, armas ou espadas de samurai. Mas nem por isso é tranquilo como um passeio no parque.

 

O ar, que tem som de gotinha (mas é ar, creiam)

 

A água, que aparece na forma de gelo (podendo derreter na presença de lava, o que faz parte de certos puzzles)

 

O fogo

 

A terra, representada por uma simpática pedrinha

 

Envolvidos numa belíssima trilha sonora (desenvolvida por MindTree) vamos passando por diversos ambientes que nos trazem diferentes desafios. Cada um dos Element4is reagem de uma maneira com o meio ao seu redor, e esse é um dos principais pontos do jogo: saber o que usar, e quando.

Em alguns momentos pensei em desistir, pois não é tão fácil quanto parece no vídeo. Então saí para fazer qualquer outra coisa… Mas aquela fase não me saía da cabeça…

E voltei. E consegui.

Coloquei aqui um vídeo que fizemos das  sete primeiras etapas do jogo:

 

 

A arte de Element4l é bela, simples e charmosa, acompanhando um estilo que parece estar fazendo sucesso de uns tempos para cá: o minimalismo e a objetividade. Mesmo seguindo esta tendência os criadores conseguiram fazer algo singular. Isso tudo só aumenta o prestígio merecido.

Enquanto vamos passando pelos diversos cenários somos presenteados com pequenas frases que surgem suavemente na tela de acordo com nossas ações. Dessa maneira vamos inconscientemente atribuindo uma gentil personalidade aos elementos, e vamos sendo irresistivelmente cativados.

A jogabilidade é super simples:

  • Seta para cima, ar.
  • Seta para baixo, terra.
  • Seta para a esquerda, água (gelo).
  • Seta para a direita, fogo.

Fica bem óbvio quando associamos os fatos de que o ar sobe, a pedra desce, o fogo acelera… Mas eu levei uns minutos até me acostumar, pois no início isso pode dar um “tilt” no cérebro.

 

Ponto negativo

 

Num jogo tão delicado como este e sem grandes objetivos ou batalhas, não tem também muito do que reclamar. Mas achei ruim o fato de não ter “dicas” nas fases dos jogos. Acontece que no Prólogo (uma espécie de treinamento) o jogo dá a possibilidade de acionarmos dicas caso venhamos a cometer muitos erros. E em uma das fases que eu tive problemas queria muito essas dicas, mas elas deram uma de Mestre dos Magos.

 

Conclusão

 

Element4l certamente vai proporcionar bons momentos de prazer a quem quer que o jogue. Com um preço super acessível (mais barato que uma pizza), não tem desculpas para não adquiri-lo e desfrutar um pouco do que apenas jogos “sem inimigos e sem espadas samurai” podem oferecer.

Recomendado!

 

E você, gosta de jogos indie? O que mais lhe atrai nestes jogos?

Deixe seu comentário, vamos nos entrosar. 🙂

Compartilhe
Nantai

Escritora, ilustradora e taróloga autodidata, Nantai procura reavivar a centelha de magia que todos temos. Gosta de montanhas, gatos, e de escrever ao som da chuva. www.bcrausnantai.com

Ver comentarios

  • Então, parabéns pelo post.
    Sobre o jogo, dei uma olhada, e eu gosto desse tipo de jogo também, e gostei.
    Me lembrou muito Limbo.

Publicado Por